5 de jul de 2011

Introspecção




Confundi-me com o mar...
            Não havia cais
                 nem horizonte,
            apenas o vento           
                 e a leve impressão
            de que navegava em mim mesmo.


Nenhum comentário: